segunda-feira, maio 10, 2010

Tesouros Infantis 2°Trim. - Lição 10

O Grande Pecado de Pedro

Ao final da lição a criança deverá:
SABER que Jesus está pronto a perdoar nossos pecados, quando nos arrependemos.
SENTIR tristeza por pecar e confiança no perdão de Deus.
RESPONDER, confessando seus pecados, confiando que será perdoado.

PENSAMENTO CENTRAL: Somos muito gratos a Deus por ser pronto em nos perdoar.
VERSO PARA MEMORIZAR: “Tu, Senhor, és bom e pronto em perdoar”. Salmo 86:5.                 
LEITURA AUXILIAR: Mt. 26:57-75; Mc 14;66-72; Lc 22:54-62; Jo 18:15-18; Desejado, 698-714.

RECURSOS NECESSÁRIOS: Conquistando a Atenção: relógio despertador, figura de galo; Lição: números 1, 2  e 3 em papel cartão, galo de dobradura; Revisando: Opção B - cópia ampliada do galo (pág. 83 da lição do aluno); Aplicando: fita crepe ou giz, lata ou caixa, letreiros, dois bonecos, papeizinhos com instruções; Contando aos Outros:  papel para dobradura, cola (de preferência em bastão), retalhos de papel colorido, caneta hidrocor ou lápis de cor.




COMO PREPARAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS

Lição: Desenhar os números 1, 2 e 3, sendo cada número em um pedaço de cartolina ou papel cartão. O  tamanho deve ser grande para que todas as crianças possam vê-los. Mostrá-los toda vez que for enumerar um dos erros de Pedro ou um dos passos para ser perdoado.

Aplicando:  Encapar duas caixas. Em uma escrever “Tentação” e em outra “Vitória”. Escrever as situações descritas na página 55 em papeizinhos e dobrá-los.

Contando aos outros: Fazer a dobradura conforme os passos indicados nas figuras. Colar as partes e deixar que as crianças enfeitem tudo como desejarem. Quanto maior o papel, maior o galo.
SUGESTÃO: Colar  o galo em um folha de sulfite e pedir que as crianças desenhem o cenário.

Dobradura do galo
Usar um retângulo de papel na proporção 2/1 (dois quadrados formando um retângulo) ou corte um papel quadrado ao meio para formar dois retângulos.
Para o rabo, a asa e a crista, cortar tudo em pedaços de papel colorido de acordo com o tamanho do galo. Nos passos 7 e 8, passar cola nas dobras (cola bastão, de preferência) 

 MEMORIZANDO (até 10 minutos):
              Algumas pessoas, quando são prejudicadas por alguém demoram muito a perdoar. Ficam de cara feia procuram se vingar. Nosso Deus não é assim. Se cometemos algum pecado e pedimos perdão, Ele imediatamente nos perdoa. Isso está escrito na Palavra de Deus. Ler o verso na Bíblia, na mesma versão que será ensinada. Nunca devemos esquecer disso. Portanto, vamos memorizá-lo. Repetir o verso com a referência por três vezes com todos. Depois, fazer o Recitar Maluco, dizendo: Quem estiver de sapatos recite o verso. Quem estiver de sandálias. Quem estiver de cabelo preso. Quem estiver de pernas cruzadas, etc. Terminar dizendo: Quem ama a Jesus, recite o verso.

CONQUISTANDO A ATENÇÃO (até 10 minutos).
Mostrar um relógio despertador. Explicar como funciona. Deixar que toque algumas vezes. Dizer: Antigamente não havia relógio despertador. As pessoas usavam um despertador natural: o galo. Mostrar figura do galo. Quase toda casa tinha criação de galinhas, assim, era fácil saber quando era madrugada porque o galo começava a cantar. Vocês sabem como é o canto do galo? Treinar com as crianças para cantarem juntos por três vezes. Dizer: Em nossa história de hoje teremos um galo que cantará três vezes.
ESTUDO DA LIÇÃO (até 25 minutos, incluindo apresentação da lição, revisão, aplicação e contando aos outros):
A.   APRESENTANDO A LIÇÃO:
Combinar com as crianças para que cantem imitando o galo, todo vez que a figura do galo for apresentada. Treinar algumas vezes.
Pedro teve um problema muito sério, que ele nunca mais se esqueceu e tudo teria sido evitado se ele não tivesse cometido três graves erros. Mostrar o número 3.
Durante a Santa Ceia Jesus avisou Seus discípulos de que logo Ele seria preso e todos eles O abandonariam. Nenhum deles achou que poderia fazer uma coisa dessas. Principalmente Pedro. Ele disse (falar com voz arrogante): “Ainda que todos Te abandonem, eu nunca Te abandonarei”. Jesus sabia que não seria assim, por isso lhe respondeu: “Antes que o galo cante duas vezes, três vezes me negarás”. Pedro não gostou disso e falou bem alto que, mesmo que fosse necessário morrer, de modo algum negaria a Jesus. Pobre Pedro... Nem imaginava o que aconteceria mais tarde.
No Jardim do Getsêmane, Jesus pediu que Pedro e os outros vigiassem e orassem porque sabia que eles logo enfrentariam muitas dificuldades. Pedro ouviu o aviso de Jesus, mas estava muito cansado e achou que era exagero do Mestre. Em pouco tempo ele estava dormindo. Por deixar de orar, Pedro não recebeu forças de Deus para resistir à tentação. Não orar foi seu primeiro erro. Mostrar o número 1.
Então, quando Jesus foi preso pelos soldados dos sacerdotes, todos os Seus discípulos fugiram. Até mesmo Pedro, que era tão corajoso, e João, que era tão amigo de Jesus. O Salvador teve de enfrentar tudo sozinho e foi levado preso para ser julgado. Pedro, que dizia que iria com Cristo mesmo que precisasse morrer, foi o primeiro a escapar.
Jesus foi levado para a casa do sumo sacerdote. Ali, homens maus se juntaram para tentar fazer Jesus dizer alguma coisa errada, que eles pudessem usar contra Ele. Procuraram e procuraram alguma coisa má que Ele tivesse feito, mas nada puderam encontrar. Jesus nunca fizera nada de errado. Eles queriam matar Jesus, mas não conseguiam encontrar um motivo para isso. Os sacerdotes ofereceram dinheiro (mostrar várias notas ou uma sacolinha com moedas) para algumas pessoas falarem mentiras sobre Jesus, mas mesmo assim não conseguiam provar nada. Jesus não discutiu com eles, ficando em silêncio todo o tempo. Ele podia destruir todos aqueles que O maltratavam só com um pensamento, mas Ele já tinha decidido morrer para nos salvar, por isso suportava tudo aquilo bem quietinho.
Enquanto os sacerdotes faziam as perguntas, Pedro e João criaram coragem de se aproximar e conseguiram entrar na casa do sacerdote. João foi logo dizendo que era discípulo de Jesus e ninguém o incomodou mais. Mas Pedro ficou com medo de ser preso como Jesus e afastou-se de João. Se ficasse perto de João, Pedro sentiria mais coragem para permanecer fiel a Jesus, pois o colega poderia ajudá-lo. Esse foi seu segundo erro. Afastar-se de seu irmão de fé foi seu segundo erro. Mostrar o número 2. Ele foi sentar-se bem longe de João, junto de uma fogueira, onde estavam os soldados eoutras pessoas que estavam zombando de Jesus. Ficar junto dos inimigos de Jesus  foi seu terceiro erro. Mostrar o número 3. Ali ele pensou que poderia observar tudo o que acontecia a Jesus sem ser notado, mas logo as coisas começaram a dar errado.
Pedro ficou muito angustiado ao ver como maltratavam o querido Jesus. Os sacerdotes estavam muito irritados porque não conseguiam provar que Jesus merecia morrer. Como Ele não respondia nada, eles fizeram de tudo para provocá-LO: zombavam dEle, batiam em Seu rosto e até cuspiram nEle. Tudo isso deixava Pedro indignado e espantado. Mas ele não podia deixar que ninguém notasse.
Para não perceberem que era um seguidor de Jesus, Pedro tentou conversar normalmente com as outras pessoas que assistiam ao julgamento. A certa altura, uma criada passou por ali e disse, apontando para Pedro: “Você estava com Jesus da Galiléia”. Pedro disse: “Não sei do que está falando”. E Pedro negou a Jesus pela primeira vez. Mostrar o número 1. Naquele exato momento o galo cantou a primeira vez. Mostrar o galo para que as crianças o imitem. Poucos minutos depois uma senhora aproximou-se e disse: “Este homem também estava com Jesus de Nazaré”. Novamente Pedro disse: “Não conheço tal homem”. Ele negou a Jesus pela segunda vez. Mostrar o número 2.
Passou-se mais uma hora e um homem que passava disse: “Na verdade você é um dos discípulos de Jesus, pois fala como aqueles homens”. Com medo de que descobrissem a verdade e o prendessem também, Pedro disfarçou e passou a falar palavras feias e rudes tentando mostrar que não conhecia Jesus. Mais uma vez ele disse: “Não conheço tal Homem”. Assim, Pedro negou a Jesus pela terceira vez. Mostrar o número 3. Mal ele terminou de falar e o galo cantou outra vez. Mostrar o galo para que as crianças o imitem. Pedro lembrou-se então do aviso de Jesus e olhou para Ele. No meio daquele tumulto todo Jesus também olhou para Pedro. Foi um olhar de tristeza, não de raiva. Jesus olhou com amor para Pedro. Que vergonha aquele discípulo sentiu!  Ele lembrou-se que de sua promessa de que iria até à prisão ou morreria junto com Jesus, se fosse necessário, e agora acabara de negar três vezes que O conhecia. Naquele momento alguém deu um tapa no rosto de Jesus e Pedro não suportou mais ficar ali. Saiu correndo, correndo, sem nem perceber para onde ia, chorando de tristeza por ter sido tão covarde com Jesus.
Caminhando na escuridão Pedro voltou ao Jardim do Getsêmane e ajoelhou-se no mesmo lugar onde Jesus estivera orando poucas horas antes. Lembrou-se então que Jesus suara grandes gotas de sangue e que derramara muitas lágrimas ali. Pensou em como Jesus havia pedido para que vigiasse e orasse e em quantas vezes ele dormira. Ainda relembrou sua covardia ao negar que conhecia Jesus e a tristeza que isto trouxera ao Salvador. O que Pedro deveria fazer agora? Para resolver sua situação Pedro teve de dar três passos. Primeiro (mostrar o número um) Pedro ficou muito envergonhado com o que fizera, ficou muito triste mesmo. Isto se chama arrependimento ou tristeza por ter feito algo errado. Depois (mostrar o número 2), com sinceridade, orou a Deus, confessando seu pecado e, finalmente (mostrar o número 3), pediu perdão. Vocês acham que Deus teve compaixão de Pedro e o perdoou? É claro que sim. Deus nunca rejeita um sincero pedido de perdão. Naquele mesmo instante Deus perdoou Pedro e lhe deu poder para vencer o mal. “Porque tu, Senhor, és bom e pronto a perdoar”. Repitam o verso comigo.
Pedro levantou-se dali transformado. Seu arrependimento e tristeza pelo pecado foram verdadeiros e o perdão divino foi completo. Nunca mais repetiu aquele pecado e, alguns anos mais tarde, enfrentou até mesmo a morte por amor a Jesus.

B.   REVISANDO:
Opção A: Fazer uma pergunta para cada criança. Se alguém errar as outras devem imitar o canto do galo.
Opção B: Ampliar a figura do galo da pág. 83, da lição das crianças. Fazer as perguntas e quem acertar poderá liga alguns pontos. Fazer de forma que na última pergunta o galo seja concluído, então todas as crianças deverão cantar como o galo.

C. APLICANDO:
Com antecedência, desenhar um caminho no chão com fita crepe. De um lado colocar uma caixa ou lata com a inscrição “Tentação”. Do outro, uma caixa ou lata com a inscrição “Vitória”. Marcar o meio do caminho e depois mais três pontos numerados de um a três para cada lado. Lembram-se dos três erros de Pedro? Não vigiar, não ficar junto com os crentes e ficar na companhia dos inimigos de Jesus. Por causa destes três erros, Pedro não conseguiu resistir à tentação de negar a Jesus.     Muitas vezes podemos cometer os mesmos erros de Pedro. Mostrar os dois bonecos. Tenho aqui dois personagens: o Sérgio e o Roberto. Vamos ver se eles conseguem escapar da tentação? Nestes papéis aqui tenho algumas coisas escritas. Vamos sorteá-las para cada um e ver em que direção ele vão: se para a tentação ou para a vitória. Mostrar os papeizinhos dobrados. Deixar que venha uma criança de cada vez e pegue um papelzinho para um personagem. Se a atitude foi boa o personagem vai em direção à “Vitória”. Se foi má, vai em direção à “Tentação”. Quando um personagem conseguir chegar na “Vitória” todos devem aplaudir. Quando um personagem chegar na “Tentação”, fazer com que a caixa ou lata “engula” o personagem e todas as crianças devem baixar a cabeça. Dizer: Que tristeza! Nosso amigo caiu na tentação! Que passos ele deve dar para conseguir escapar? Relembrar que deve sentir tristeza pelo que fez, confessar seu pecado e pedir perdão. Perguntar: Como vocês acham que sente alguém que caiu em tentação? Deus quer que ele fique aqui ou que saia e não volte mais para cá? Que saia e não volte mais. Será então que vai perdoá-lo? Vocês já caíram em tentação alguma vez? Como vocês se sentiram? Vocês acham que Deus quer perdoar vocês? O que devem fazer então?

Sugestões de situações:
- Acordou tarde e não teve tempo de ir ao culto.
- Estuda na mesma escola que os filhos do dirigente da igreja. Eles sempre estão juntos e se ajudam para não fazerem coisas erradas.
- Na hora do culto ficou pensando nos brinquedos e não prestou atenção à pregação.
- Estudou a lição e fez uma oração sincera logo que acordou.
- Estuda na mesma escola que os filhos do dirigente da igreja, mas finge que não os conhece para ficar com seus amigos que não são crentes.
- Vive no meio de amigos que não amam a Deus.
- Não fica nas rodinhas de amigos quando começam a contar piadas feias.
- Prefere estar junto com o papai e a mamãe do que com os amigos que dizem palavras feias.
- Durante a oração na igreja ficou olhando para as figuras da lição.
- Memoriza os versos da Bíblia e os relembra durante o dia.

D. CONTANDO AOS OUTROS:
Ensinar a dobradura do galo ou trazê-la pronta, deixando que as crianças enfeitem-na como desejarem. Enquanto trabalham, dizer: Usem esse galo para contar a história de Pedro e seus três erros, três mentiras e três acertos. Não esqueçam de explicar como alcançar a vitória e escapar da tentação.



Nenhum comentário:

Que bom que você veio!

Volte Sempre!